Barragem de Pau dos Ferros chega a 93,92% da sua capacidade

Foto: Blog do BG
Foto: Blog do BG
COMPARTILHE
1683064685 | 3 min de leitura


Os últimos dados do Relatório dos Volumes dos Principais Reservatórios do Estado, divulgado, nesta terça-feira (02), pelo Governo do RN, através do Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), indicam que a barragem de Pau dos Ferros acumula 51.513.534 m³, percentualmente, 93,92% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. A última vez que o reservatório sangrou foi em 2009.

O açude público de Marcelino Vieira completou 100% da sua capacidade e sangrou no último domingo, 30 de abril. O manancial possui capacidade para 11,2 milhões de metros cúbicos e atende ao abastecimento da cidade.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1,608 bilhão de metros cúbicos, correspondentes a 67,79% da sua capacidade total, que é de 2,37 bilhões de m³. No mesmo período do ano passado o manancial estava com 1,324 bilhão de m³, equivalentes a 55,82% da sua capacidade total.

A barragem Santa Cruz do Apodi acumula 394,62 milhões de m³, percentualmente, 65,80% da sua capacidade total, que é de 599,71 milhões de m³. No dia 02 de maio do ano passado, o manancial estava com 248,82 milhões de m³, equivalentes a 41,49% da sua capacidade.

O terceiro maior reservatório do RN, a barragem Umari, está acumulando 291 milhões de m³, correspondentes a 99,38% da sua capacidade total. No início de maio de 2022, o manancial estava com 189,32 milhões de m³, equivalentes a 64,66% da sua capacidade total.

A barragem de Lucrécia acumula 18,58 milhões de metros cúbicos, percentualmente, 75,07% da sua capacidade, que é de 24,75 milhões de m³. No mesmo período de 2022, o manancial estava com 9,15 milhões de m³, equivalentes a 36,97% da sua capacidade.

O açude público de Cruzeta acumula 9,49 milhões de m³, correspondentes a 40,30% da sua capacidade total, que é de 23,55 milhões de m³. No início de maio de 2022, o reservatório estava com 4,24 milhões de m³, equivalentes a 18% da sua capacidade.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 3,61 milhões de m³, correspondentes a 33,21% da sua capacidade total, que é de 10,87 milhões de m³. No dia 02 de maio de 2022, o reservatório estava com 1,67 milhão de metros cúbicos, equivalentes a 15,36% da sua capacidade.

Até o momento, 10 reservatórios monitorados pelo Igarn continuam sangrando, são eles: o açude público de Encanto; Passagem, em Rodolfo Fernandes; Flechas, em José da Penha; o açude público de Riacho da Cruz; Pataxó, em Ipanguaçu; Rodeador, em Umarizal; Mendubim, em Assu; Beldroega, em Paraú; o público de Pilões e o já citado açude público de Marcelino Vieira.

No total, até o momento, 15 mananciais com capacidade para mais de 5 milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Igarn, sangraram na quadra chuvosa de 2023.

Leia também