Investimento estrangeiro no Brasil despencou 40% neste ano

Reprodução
Reprodução
COMPARTILHE
15/11/2023 10:41 | 2 min de leitura


O investimento estrangeiro no setor produtivo do Brasil despencou 40% neste ano, segundo relatório publicado na semana passada pelo Banco Central. De janeiro a setembro, o país recebeu US$ 41,6 bilhões, já descontadas as saídas de capital, ante US$ 68,8 bilhões no mesmo período do ano passado.

O valor acumulado do Investimento Direto no País (IDP) nos nove primeiros meses de 2023 é o segundo pior dos últimos 14 anos. Supera apenas o de 2020 (US$ 31,2 bilhões), primeiro ano da pandemia de Covid-19.

Segundo as estatísticas do setor externo divulgadas nesta segunda, o saldo do IDP no mês de setembro foi de US$ 3,8 bilhões, 61% abaixo do registrado um ano antes (US$ 9,6 bilhões).

Todas as cifras se referem a valores destinados à "economia real" – compras de participação em empresas brasileiras, empréstimos de multinacionais para filiais no país, entre outros. Não entram nessa conta os investimentos "em carteira", isto é, valores aplicados em ações e títulos do mercado financeiro.

Em comparação ao tamanho da economia brasileira, o investimento estrangeiro direto vem caindo desde o início do ano. No fim de 2022, o saldo em 12 meses correspondia a 4,54% do Produto Interno Bruto (PIB). Em setembro de 2023, segundo o BC, essa relação baixou para 2,89% do PIB, a mais baixa desde março de 2022 (2,82%).

"O declínio no saldo de IDP decorre da desaceleração econômica e menor lucratividade corporativa, tanto no Brasil quanto no exterior", apontou a XP Investimentos em relatório. A corretora prevê que 2023 termine com entrada de US$ 62 bilhões em IDP, ou 2,9% do PIB.

Com informações de Gazeta do Povo

Fonte: Portal Grande Ponto

Leia também