Israel prende diretor de hospital usado como base de controle do Hamas

Foto: Mohammad Abu Salmiya será interrogado sobre a conexão do grupo terrorista com Al-Shifa
Foto: Mohammad Abu Salmiya será interrogado sobre a conexão do grupo terrorista com Al-Shifa
COMPARTILHE
Atualizado há 3 meses | 2 min de leitura


Mohammad Abu Salmiya será interrogado sobre a conexão do grupo terrorista com Al-Shifa

Na quinta-feira, 23, o Exército israelense anunciou que Mohammad Abu Salmiya, diretor do hospital Al-Shifa em Gaza, foi detido. Ele será questionado sobre a utilização do hospital como centro de comando e controle pelo Hamas.

“O diretor do Hospital Shifa na Faixa de Gaza foi detido e transferido para interrogatório da ISA [Autoridade de Segurança de Israel, na sigla em inglês] após evidências mostrarem que o Hospital Shifa, sob sua gestão direta, servia como centro de comando e controle do Hamas”, afirmou o porta-voz militar, Daniel Hagari.

“A rede de túneis terroristas do Hamas situada sob o hospital também explorou eletricidade e recursos retirados do hospital. Além disso, o Hamas armazenou inúmeras armas dentro e nas dependências do hospital”, acrescentou.

Depois do ataque realizado pelo Hamas em 7 de outubro, os terroristas buscaram abrigo no hospital, levando alguns reféns israelenses junto com eles.

Foi confirmado por meio de um relatório médico e informações fornecidas pela inteligência israelense que a soldado Noa Marciano foi morta dentro do hospital, onde estava sendo tratada devido a ferimentos causados por um ataque aéreo.

“No hospital, sob sua gestão [referindo-se a Abu Salmiya], houve extensa atividade terrorista do Hamas. As descobertas do seu envolvimento em atividades terroristas determinarão se ele será sujeito a novos interrogatórios pela ISA”, concluiu Hagari.

Leia também