Ministra confirma que não há nova data para Concurso Nacional; VEJA VÍDEO

Foto: Reprodução/X @govbr
Foto: Reprodução/X @govbr
COMPARTILHE
Atualizado há 1 mês | 4 min de leitura


A ministra da Gestão e Inovação, Esther Dweck, disse não haver nova data para a realização do Concurso Nacional Unificado (CNU), o “Enem dos Concursos”. O governo federal confirmou o adiamento do certame nesta sexta-feira (3).

“Não temos uma nova data. Nas próximas semanas podemos divulgar a nova data, mas, nesse momento, toda a questão logística envolvida na prova não nos permite dar uma nova data com segurança”, disse.

Veja:

“Essa decisão de adiamento do concurso busca garantir a integridade dos participantes, preservando a vida das pessoas e conferindo segurança jurídica ao concurso”, completou.

Segundo a ministra, houve uma análise coletiva e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), “nos alertou dos riscos de realizar as provas no estado”. A mudança ocorre após as fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul desde a última segunda-feira (29). A tragédia deixou, até o momento, 37 mortos e 74 desaparecidos. Outros 23,5 mil estão desalojados.

As provas estavam marcadas para este domingo (5), em 228 municípios do país, com 2,1 milhões de inscritos. No ranking nacional, o Rio Grande do Sul é o oitavo em número de participantes, com 80.348 inscrições. A ministra também afirmou que seria fundamental preservar a segurança das pessoas envolvidas na realização do exame. No caso do estado, que tem 235 municípios afetados pelas chuvas e 185 bloqueios em estrada, 20 mil pessoas estariam trabalhando para a realização do certame.

O Ministério da Gestão e Inovação (MGI) chegou a publicar uma nota para confirmar a normalidade do concurso. No entanto, o governo voltou atrás nesta sexta. Segundo o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, o custo estimado de um adiamento a nível nacional seria de R$ 50 milhões.

Fonte: Metrópoles

Leia também