Projeto que poderia ter evitado erosão do Morro do Careca existe desde de 2020

Foto: Blog do BG
Foto: Blog do BG
COMPARTILHE
1689375484 | 3 min de leitura


Reportagem publicada pelo BLOGDOBG de fevereiro de 2020 mostrava um projeto que, se tivesse sido executado, poderia ter evitado o atual quadro de erosão no Morro do Careca, na praia de Ponta Negra. O mesmo projeto também foi citado na coluna Roda Viva, do jornalista Cassiano Arruda Câmara, na Tribuna do Norte, em junho do mesmo ano.

A ideia apresentada naquele ano pela empresa Modulo Bloc consistia na utilização de um ‘sistema de colmeias’ que atuaria com objetivo de conter o avanço do mar. Segundo a empresa demonstrou à época, este método é utilizado há mais de 200 anos na Europa, já tendo eficiência e relação custo-benefício comprovadas.

A proposta inclusive chegou a ser apresentada durante uma audiência pública realizada no bairro de Ponta Negra, em 2020, e que contou com as presenças diretor geral do IDEMA, Leon Aguiar, do Ministério Público do RN, através da promotora Gilka da Mata, do então secretário municipal de Obras de Natal, Tomaz Neto, do consultor e especialista em planejamento e gerenciamento em engenharia, o pernambucano Leonides Alves Neto.

Nesta sexta-feira (14), o BLOGDOBG também mostrou um artigo produzido pelo engenheiro Civil e Mecânico com atuação na área ambiental, Carlos Magno Soares Teixeira, que sugere e detalha outra ideia de como poderia ser resolvida a questão da erosão do Morro do Careca.



A ideia seria utilizar a mesma tecnologia implantada no calçadão da praia, com blocos de concreto montados em forma de escadaria. Segundo o artigo, isso ajudaria a dar maior proteção contra o impacto das ondas e também a conter a areia que desliza da parte superior do morro.

Soluções existem, porém precisam ser tiradas do papel e colocadas em prática de maneira urgente. Do contrário, corremos o risco de perder um dos principais cartões postais da nossa Natal.

Leia também