Soja vale mais que petróleo para o Brasil

Foto: Terra Brasil Notícias
Foto: Terra Brasil Notícias
COMPARTILHE
20/09/2023 12:24 | 9 min de leitura


Na pauta brasileira de exportações, a soja gera mais receita que o petróleo. Um levantamento realizado por Oeste mostra que o grão lidera as vendas do país no mercado externo.

Entre janeiro e agosto, o Brasil faturou US$ 42 bilhões com as exportações de soja e US$ 25 bilhões com as de petróleo e outros materiais betuminosos, de acordo com os dados oficiais.

Em média, cada tonelada do grão saiu do país ao preço de US$ 520. No caso do mineral, a cifra ficou em US$ 490. Ou seja: mesmo proporcionalmente, o valor do vegetal é maior.

A apreciação ocorre em razão da versatilidade. A aplicação se entende por vários ramos industriais. Entre eles: alimentos, higiene, construção civil e até mesmo combustíveis.

Exportações e o complexo da soja

Com a soja, é possível produzir biodiesel. Trata-se de uma alternativa renovável aos combustíveis fósseis, como o diesel produzido a partir do petróleo.

A soja dá origem ao biodiesel, uma alternativa renovável ao diesel feito com petróleo | Foto: Reprodução/Ministério de Minas e Energia

Além disso, a colheita da cultura dá origem, por exemplo, ao farelo. Com esse produto, são produzidos insumos para a indústria de alimentos voltado ao consumo humano e rações para animais, entre outras aplicações.

A ração feita com soja é uma importante fonte de proteína. Ela é utilizada para a nutrição de animais como suínos, aves e bovinos. Em 2023, por volta de 50 destinos internacionais receberam as exportações do grão brasileiro, até o momento. Entre eles, a China se destaca.

Do Brasil para a China

O gigante asiático absorveu por volta de 70% dos embarques brasileiros. Contudo, essa é uma via de mão dupla.

A China é o maior consumidor desse grão no planeta. Porém, a produção local não é suficiente para atender a demanda interna. Assim, o gigante asiático também é o maior importador desse produto no planeta. E o Brasil é o maior fornecedor para esse país.

soja
Navio chega para carregar quase 108 mil toneladas de farelo de soja no Porto de Paranaguá | Foto: Claudio Neves/Porto do Paraná 

Em 2022, por exemplo, o mercado chinês consumiu 120 milhões de toneladas desse grão. Por volta de 100 milhões de toneladas foram importadas, sendo cerca de 55% com origem nas lavouras brasileiras.

Entre outras aplicações, as exportações de soja do Brasil ajudam os chineses a manterem o maior rebanho suíno do mundo. Trata-se da principal fonte de proteína animal para a população da China.

Fonte: Terra Brasil Notícias

Leia também