SpaceX se prepara para lançar foguete mais poderoso da história

Foto: Blog do BG
Foto: Blog do BG
COMPARTILHE
1681661945 | 4 min de leitura


Na próxima segunda-feira (17), a SpaceX pretende lançar pela primeira vez seu veículo Starship. Com seus 120 metros, o poderoso lançador de dois estágios é o maior foguete já construído em toda a história. Ao se propelir até a órbita terrestre, baterá todos os recordes de capacidade de transporte espacial, superando até mesmo o Saturn V, usado nos anos 1960 e 1970 pelo programa espacial americano para as missões lunares Apollo.

Tem mais: a ambição da SpaceX é que o sistema seja totalmente reutilizável, com os dois estágios (um propulsor, denominado Super Heavy, e a nave propriamente dita, Starship) capazes de pousar de forma autônoma.

Para o voo inaugural, contudo, as ambições são muito mais modestas: ao estilo estabanado de Elon Musk (fundador e CEO da SpaceX), a empresa estará satisfeita se o gigante conseguir deixar a plataforma de lançamento em segurança. Tudo que vier depois é tido como lucro pelos engenheiros envolvidos no projeto.

A equipe, contudo, se considera pronta para voar. Uma revisão de prontidão de voo foi conduzida no fim de semana passado, com o veículo já montado sobre a plataforma, e com ela veio a decisão de não conduzir um ensaio geral molhado (ou seja, abastecendo o foguete e realizando a contagem regressiva até o momento em que os motores seriam acionados), pulando direto para uma tentativa real de lançamento.

A última pendência, pelo menos do ponto de vista burocrático, era uma autorização da FAA (agência federal de aviação americana), responsável pelo controle de voos privados de foguetes, concedida no fim da tarde de sexta (14).

A SpaceX opera seus ensaios de desenvolvimento do Starship a partir da instalação que chama de Starbase, em Boca Chica, no Texas. É na fronteira com o México, com saída para o golfo, numa região erma, mas com considerável presença de vida selvagem. A principal preocupação da FAA era com o impacto ambiental da operação. De acordo com a agência, a empresa de foguetes atendeu a 75 solicitações para cumprir os requisitos de segurança.

Com a licença em mãos, a SpaceX selecionou a próxima segunda (17) como data para o teste —ele ocorrerá entre 9h e 11h30 (do horário de Brasília). Além disso, os dias 18 e 19 foram indicados como reservas para o caso de algum imprevisto. Não será de surpreender, contudo, se todas as três datas não forem utilizadas, em virtude de algum problema técnico.

O primeiro lançamento de um novo foguete é sempre complicado. A Nasa, com seu relativamente familiar SLS (fortemente baseado em tecnologias desenvolvidas para os antigos ônibus espaciais), originalmente pretendia lançar a Artemis 1 em 29 de agosto do ano passado, mas a missão acabou partindo só em 16 de novembro. Seja quando for de fato o lançamento do Starship, ele pode se tornar um marco divisório na história da exploração espacial.

Folhapress

Leia também