Universidades federais omitem dados sobre denúncias de assédio sexual contra professores

Foto: Blog do BG
Foto: Blog do BG
COMPARTILHE
1690805225 | 2 min de leitura


Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.

Oito das 64 universidades federais procuradas pela CNN para apresentar dados sobre denúncias de assédio sexual ignoraram os pedidos ou enviaram informações que não condiziam com solicitações feitas.

Essas universidades não apresentaram as informações requisitadas via Lei de Acesso à Informação (LAI). Algumas negaram o pedido desde o primeiro contato (como a Universidade Federal de Santa Catarina) e outras alegaram problemas internos (como a Universidade de Brasília, que alegou que os servidores técnico-administrativos que cuidam desse tipo de apuração estavam em greve).

As universidades que não apresentaram os dados (ou que os apresentaram de forma de forma diferente da requisitada, o que não permite a análise conjunta com as demais informações) são as seguintes:

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Universidade Federal de Alagoas (UFAL); Universidade de Brasília (UnB); Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA); Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Universidade Federal de Viçosa (UFV); Universidade Federal do Amapá (Unifap); Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar).

Confira mais detalhes na matéria de Gabriel Hirabahasi, da CNN.

Leia também